O que fazem os portugueses quando estão online?

O crescimento da utilização da Internet e das redes sociais não pára! Fica a saber tudo o que a Marktest apurou no Bareme Internet 2016

Tecnologia e dispositivos móveis são cada vez mais uma tendência na sociedade. Para além de tendência, estas ferramentas tornam-se, de dia para dia, indispensáveis. Dados móveis, wi-fi, apps, download e megabytes são palavras que entretanto se tornaram comuns nas nossas rotinas pessoais e profissionais. Os portugueses estão online todos os dias: mais de 73% utilizam o smartphone para navegar e 42% utilizam o tablet. A Marktest revelou recentemente os resultados do Bareme Internet 2016 e nós fomos analisar alguns tópicos:

1

Facebook e redes sociais cada vez mais nas rotinas

É o Facebook a rede social que mais tem crescido nos últimos tempos. Empresas, marcas e pessoas criam e partilham conteúdos na plataforma todos os dias, a toda a hora.

Nos últimos 5 anos, a utilização do Facebook cresceu 49% em Portugal Continental. Esta é a rede social mais conhecida e com maior utilização no país. A plataforma que agrega eventos, comentários, fotografias, vídeos virais e conversas de chat preenche os dias dos jovens e adultos portugueses, cujas idades se compreendem entre 15 e 64 anos.

Mas não é só o Facebook que entra nestes resultados: 94.4% dos inquiridos pela Marktest são assíduos também noutras redes sociais.

2

Marcar viagens e alojamento online já é uma opção

A época de férias é sempre a que a mais pesquisas obriga. Mapas, voos, horários, pontos turísticos, hotéis e transportes são sempre tópicos que exigem algum conhecimento por parte do turista. Claro que tudo isto se torna muito mais fácil com ajuda da Internet. Poder pesquisar pelos melhores hotéis a partir do nosso sofá é muito mais cómodo do que chegar ao destino de férias ainda sem um local de estadia reservado. Os portugueses concordam e os resultados da Marktest afirmam que um em cada cinco utilizadores da Internet costuma marcar viagens e reservar alojamento online. O hábito é mais comum a jovens com idades compreendidas entre os 25 e 34 anos.

3

Escrever através de Instant Messaging

Ainda sabes o que é uma SMS? E ainda escreves SMS’s aos teus amigos? Cerca de 3,4 milhões dos portugueses já não se devem lembrar muito bem desse termo e passaram a ser assíduos na utilização de mensagens instantâneas online. O Bareme Internet 2016 conclui que são os mais jovens (entre os 15 e os 24 anos) que representam a maior fatia de utilizadores das Instant Messages – 83.5% dos utilizadores são estudantes.

É também a pensar nos mais jovens que as aplicações de mensagens instantâneas (como é o caso do Facebook Messenger, WhatsApp, Snapchat) têm vindo a adicionar determinadas funcionalidades às suas funcionalidades – nomeadamente a opção de enviar stickers, GIFs, de personalizar fotografias com emojis e texto, de criar conversas de grupo e de poder realizar videochamadas nas janelas de conversação.

No que diz respeito à preferência de cada aplicação de instant messaging, conclui-se que as eleitas são o Facebook Messenger, o WhatsApp e o Skype.

4

Ouvir música online

Comprar CDs deixou de ser um hábito muito frequente para os 3,7 milhões de portugueses que afirmam ouvir música online. Confirmamos que se acabou a chatice de criar pastas no portátil com milhares de músicas que ocupavam muito espaço nos nossos discos. E como? Então… Online! Plataformas como o YouTube e o Spotify são cada vez mais utilizadas para ouvir música. A pesquisa pelo que se quer ouvir é rápida, as músicas estão organizadas e é uma forma de se ter tudo o que se gosta de ouvir sem ocupar muito espaço nos dispositivos utilizados.

São as camadas mais jovens que optam por ouvir música online (92%, entre os 15 e os 24). Nunca excluindo a hipótese de comprar um ou dois CDs de vez em quando 🙂

5

Pesquisar por produtos antes de os adquirir

Passear por centros comerciais ou por lojas pode ser uma verdadeira aventura para um cidadão comum que sai do emprego tarde e que tem uma vida relativamente ocupada. E quem é a melhor amiga do consumidor nessas alturas? Pois é: a Internet. 1,8 milhões de utilizadores referem à Marktest que pesquisam pelos produtos na Internet antes de terem feito a compra numa loja. As características do produto, os preços competitivos, as versões disponíveis são pontos a ter em conta antes da compra.

Esta opção pode reduzir em grande número as compras feitas por impulso! Concordas?

6

Pesquisar por informações e ler notícias

Eis o grande dado que muito pôs em causa a compra de jornais e revistas impressos: ler notícias em dispositivos móveis (smartphone ou tablet) quadruplicou nos últimos 4 anos. 3,6 milhões de indivíduos, com 15 e mais anos, têm o hábito de ler notícias através do mobile. Desses resultados, apura-se ainda que 76.1% dos jovens com idades compreendidas entre os 15 e os 24 anos conservam este hábito.

Mais de 5 milhões de portugueses lêem online, sendo que 94% acedem a informações gerais, 90% lêem notícias, 75% vêem vídeos online e 30% consultam blogues. O consumo de entretenimento online é de 93% junto dos inquiridos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s