Sabes qual é o propósito de cada rede social?

O principal objectivo é que sejam plataformas onde comuniquemos com outras pessoas. Gerar e consumir informação, seguir modelos de comunicação e promover a interactividade são alguns dos pontos fortes de cada uma das redes sociais sobre as quais te vamos escrever. Confere se sabes tudo o que podes esperar de cada uma delas:

Facebook

Facebook

A maior rede social em Portugal. Fotografias, vídeos, GIFs, textos, estados e jogos. Tudo tem espaço dentro do Facebook! É sabido que muitos o utilizam para consumir notícias, outros passam mais tempo no chat e há ainda quem raramente mostre que lá está (mas está). A rede social é tão frequentada nos últimos anos que a maior parte das empresas quer estar presente.

Os conteúdos publicados nesta rede social devem seguir uma lógica de envolvimento com o público-alvo da página (que tanto pode ser a página de um negócio, de uma figura pública, de um programa de televisão ou de qualquer outro projecto). Para isso, imagens apelativas, textos atractivos e publicações leves são a opção certa se o teu objectivo é criar uma relação humana e de proximidade com os utilizadores que te seguem (ou que te podem vir a seguir).

O facto de o Facebook ser intuitivo é claramente uma vantagem. Permite que assistas a tudo sem deixar marca – e permite que assistas e também deixes reacções, comentários ou que faças partilha com os teus amigos. No fundo, é uma rede de pessoas e de informações que dá conta de tudo o que acontece no mundo quase ao minuto. Não há órgão de comunicação social que não faça partilha dos seus conteúdos nesta plataforma; não há alerta meteorológico que não seja divulgado também nas redes sociais. É caso para sabermos que, se aconteceu algo no mundo, haverá sinal disso também no Facebook.

Instagram

Imagem, vídeo, vídeo e imagem. Vive da imagem. Esta rede social está em expansão. Não segue a lógica da informação textual e nem sequer deixa que façamos muito mais do que parInstagram.pngtilhar e pesquisar por conteúdos visuais. Imagens estáticas ou imagens em movimento, o que interessa é que caibam nas medidas de publicação do Instagram… e se não couberem, ele até deixa que cortemos!

Toda a rede social está organizada como quase que em formato de álbum. Cada utilizador tem a sua galeria pessoal, que partilha com os respectivos seguidores. Perde-se a lógica de amigos e conexões, pois, partindo do facto de que fotografia e vídeo são artes, os conhecidos do utilizador são seus seguidores.

São as marcas quem mais está a apostar nesta rede social para fazer negócio. Como? Associando-se a influenciadores (utilizadores com um número relevante de seguidores) que tenham exposição suficiente no Instagram a nível nacional (e até mundial) para promover a marca e os respectivos produtos. Ter o acesso ao perfil em modo público facilita a que as hashtags e as identificações estejam visíveis para quem por elas pesquisar.

Esta é uma plataforma que só permite uploads através da versão mobile e que é considerada por muitos como uma versão minimalista do que é o conceito do Facebook.

   LinkedIn

LinkedIn

A rede social mais profissional utilizada em Portugal. O LinkedIn funciona como que um curriculum vitae online. No perfil do utilizador são relevantes informações como experiência profissional, formação académica, causas que apoia e pontos que o caracterizam enquanto profissional. Embora seja opcional, recomenda-se que o perfil do utilizador tenha uma fotografia – que deve ser simples, credível e que, a par com isso, mostre o lado mais gentil e acessível da pessoa.

Embora que os conteúdos a publicar nesta plataforma sejam mais formais e em jeito de motivação e team building, a interacção entre utilizadores é também promovida. Criar uma rede de contactos profissionais que faça sentido para o utilizador é uma boa forma de conhecer efectivamente pessoas que podem resultar em reuniões, entrevistas, projectos novos ou até mesmo negócios e oportunidades de valor.

Para além do LinkedIn ser uma rede social que preza mais o ambiente profissional e o empreendedorismo do que a vertente leve que o Facebook tenta implementar nas suas ferramentas, esta é também uma plataforma que traz muitas vantagens. Por isso mesmo, se ainda não tens presença no LinkedIn, talvez hoje mesmo seja um bom dia para te registares e dares a conhecer ao mercado o teu histórico profissional ou a tua empresa.

Pinterest

Pinterest

Decoração, moda, design, fotografia e gadgets. O Pinterest é uma rede social em expansão que tem cada vez mais expressão em Portugal. Acaba por ser um catálogo virtual. O utilizador cria um perfil, selecciona as temáticas que mais lhe interessam e, a partir daí, o feed inicial abre sempre com sugestões de imagens.

A pesquisa por conteúdos é feita através de palavras-chave que te guiam às colecções dos mais diversos utilizadores. Todas as imagens estão alojadas nos álbuns de marcas, artistas ou outros utilizadores comuns e, ao gostar de uma imagem, o utilizador deixa um pin. Ao fazer pin na imagem, o utilizador adiciona-a ao seu álbum. No que diz respeito a álbuns, o utilizador pode criar álbuns específicos para as mais variadas temáticas e organizar os pin’s.

Se és artista e tens muitos trabalhos para mostrar, o Pinterest é uma excelente escolha para o fazeres. Podes agregar o link da tua loja online ou do teu site à imagem que divulgas e, a partir daí, o mundo é o destino para a tua arte.

YouTube

YouTube

Enquanto o Facebook não ganhar ainda maiores dimensões, é quase impossível dizermos que não conhecemos o YouTube – quanto à geração seguinte, pode não ser bem assim!

O que é o YouTube? Uma rede social onde podemos fazer o upload de vídeos. Os conteúdos disponíveis são do mais variado que pode haver, sendo que têm sempre de respeitar as normas de utilização da plataforma, bem como todas as regras que dizem respeito a direitos de autor e produtor.

Se tens uma marca, é essencial que penses no YouTube como uma área promocional que fará sentido explorar. Os famosos 5/10 segundos de publicidade antes da reprodução efectiva de cada video podem chegar a um número elevado de pessoas. Se és blogger e tens dotes apurados para comunicar, escolher o YouTube e gravar podcasts também pode ser muito interessante para expandires o teu projecto.

Snapchat

Esta é a rede social dos adolescentes – e, diga-se, com as actualizações do Instagram Stories e do FaceboSnapchatok Stories, pode ter os dias contados.

Podes adicionar os teus amigos através do contacto telefónico deles ou do nickname próprio. A partir daí, ficas apto para comunicar com eles através de fotografias, videos e mensagens de texto. A particularidade destes conteúdos é mesmo o facto de poderes personalizar as fotografias e videos com efeitos que variam entre modificação de voz e rosto, emojis e texto.

Por viver muito da imagem em movimento e por funcionar sobretudo com o que está a acontecer ao minuto, este formato de comunicação rapidamente foi adaptado para outras plataformas sociais com maior expressão. O Instagram, o WhatsApp e mais recentemente o Facebook são casos dessa adaptação.

Se tens uma marca, utilizar o Snapchat só fará sentido se fores (por exemplo) um órgão de comunicação social que pretende chegar a um público mais jovem e desprendido das restantes redes sociais (a MTV fá-lo muito bem). Se a tua ideia é apenas mostrar o que está a acontecer na tua rotina de blogger e angariar marcas que possam associar-se ao teu site, o que recomendamos é a utilização do Instagram.

WhatsApp

WhatsApp

Embora que muitos não considerem o WhatsApp uma rede social, a verdade é que acaba por ser. Vejamos: o utilizador tem um perfil, agrega contactos e pode comunicar com eles, pode enviar imagens, videos, GIFs, mensagens de voz e fazer chamadas de voz e de video. A juntar a todo esse leque de formas diferentes de comunicar, foi recentemente adicionada a ferramenta que te permite partilhar fotografias do momento (Status), tal como no Snapchat e Instagram.

Podes enviar ficheiros e comunicar com os teus contactos. Há muitas marcas que têm aderido ao serviço de atendimento de cliente por esta mesma via.

One thought on “Sabes qual é o propósito de cada rede social?

  1. Passei a utilizar o LinkedIn há pouco tempo e achei incrível. Não faz mais sentido o envio de currículos em papel; definitivamente vivemos em outro mundo, muito mais dinâmico.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s