Empresas nas redes sociais: tendências para 2019

Que a correria do dia-a-dia nos impede de consumir conteúdo escrito já não é novidade. As redes sociais são as melhores aliadas do momento no combate ao problema por disponibilizarem novas ferramentas de audiovisual. As empresas também já começaram a adotar esta vertente e, neste artigo vamos, apresentar as tendências para 2019.

 

Vídeo, vídeo e mais vídeo

Este tipo de conteúdo converteu-se no favorito dos internautas e quanto mais emoções criar – seja através do humor ou de sentimentos profundos – melhor. A melhor maneira de o continuar a fazer no Instagram continua a ser através de stories, pois está provado que os utilizadores os consomem de forma voraz.

As redes sociais já se aperceberam desta realidade e, por isso, começam a introduzir cada vez mais este tipo de conteúdo e a fazer com que se aproxime mais do utilizador. Não é por acaso que os stories agora aparecem, ainda que pontualmente, a meio do feed.

O direto e o streaming são opções que ainda não atingiram o auge e as empresas precisam de ter um cuidado extra com elas. Aqui, a possibilidade de eliminar o erro não existe (a não ser apagar todo o conteúdo). Paralelamente, estas opções ainda contém alguns bugs por isso não são, por enquanto, boas opções.

 

Chatbots on the way

Começam a ser a grande ajuda das empresas. Tratam-se de ramificações de informação robotizadas que tentam simular, através da sua atenção e clareza nas respostas, um ser humano em conversas online. O objetivo é responder a dúvidas que possam surgir a qualquer momento, de tal forma aperfeiçoadas que a experiência do utilizador, para além de esclarecedora relativamente às suas questões, é rápida e fácil.

Já em 2018 a KEEP it REAL entrava no mundo dos chatbots com o desenho e implementação do chatbot do The Voice Portugal. Este projecto decorreu integralmente no Facebook Messenger com o objectivo de responder automaticamente aos pedidos de informação aos seguidores do programa televisivo. Desta forma, o chatbot reduziu o número de chamadas telefónicas que habitualmente acontecem durante as fases de casting. Mais de 10 000 mil mensagens e 2 000 utilizadores depois, o chatbot conquistou 80% de exactidão nas respostas, 150% de aumento de engagement e 300% de alcance da página.

 

Big Data

É o grande parceiro dos departamentos de Marketing. Permite conhecer os dados de navegação dos utilizadores da internet, conhecer as suas preferências e, consequentemente, desenvolver as melhores campanhas e estratégias de negócio direcionadas para um determinado público.

 

Os influencers continuam a ser uma estratégia

Foram uma tendência que notou um forte crescimento em 2018 e este ano são uma aposta para dar continuidade. A quantidade de influenciadores a falar do produto não é o mais importante. O essencial é escolher a pessoa que melhor se identifica com o produto e, de preferência, com um elevado número de seguidores que vejam os Instagram Stories, as fotografias publicadas e que participem em giveaways. Acreditamos que as marcas estão cada vez mais disponíveis para trabalhar com macro, micro e nano influenciadores cuja comunicação digital e/ou carreira profissional seja coerente com o lema da marca. Temos, na KEEP it REAL, coordenado diferentes campanhas digitais que resultam da associação de marcas conhecidas do público como a Disney, o LIDL Portugal e a Nívea. Estas campanhas acabam por decorrer nas redes sociais Facebook e Instagram, mas também nas plataformas digitais de alguns influenciadores que fazem parte do nosso portfólio.

 

Texto por Ana Miranda
Fonte

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s